Chapada Diamantina - Roteiro e Dicas

Atualizado: 6 de ago. de 2021

Como não se encantar com as belas paisagens e natureza exuberante da Chapada Diamantina?

Localizada no estado da Bahia, a Chapada Diamantina conta com uma diversidade de lugares belíssimos e que não pode fugir dos destinos a se visitar em toda a vida.

E para fazer dessa experiência fascinante, nós montamos um roteiro com os pontos que não devem serem deixados de visitar. Vem com a gente para descobrir:


Dia 1 - Gruta Lapa Doce, Fazendo Pratinha e Morro do Pai Inácio


A Gruta da Lapa Doce é um lugar de mistério. Os fãs das belezas subterrâneas vão amar e conhecer um pouco mais do outro lado da natureza.



Já a Fazenda Pratinha é um local para relaxar. Contendo flutuação em águas azuis, tirolesa e um local com águas cristalinas envolve qualquer um.



Para finalizar o dia, o Morro do Pai Inácio fecha com chave de ouro, repleto de histórias e lendas, a vista compensa qualquer esforço.



Dia 2 - Cachoeira do Sossego e Ribeirão do meio


A cachoeira do Sossego conta com uma trilha média, de 12km de ida e volta, mas com o objetivo final de tirar o fôlego, com um mirante logo na chegada capaz de dar visibilidade para a Cachoeira inteira.



Na volta, parada obrigatória no Ribeirão do Meio, uma cachoeira de pequeno porte, mas com muito espaço para mergulhos e até escorregas nos paredões de pedra.




Dia 3 - Cachoeira do Mosquito e Poço do Diabo


Os encantos não param. A trilha a pé para a Cachoeira do Mosquito é quase toda uma longa escadaria. Com um pouco de fôlego, será fácil ultrapassar os degraus e chegar à beira da queda d'água, que tem 70 m de altura.




O Poço do Diabo, com muitas histórias também, conta com um grande lago para nado e também de natureza surreal.




Dia 4 - Cachoeira da Fumaça (por cima)


Um dos cartões postais da Chapada Diamantina. Uma das maiores do Brasil, a Cachoeira da Fumaça conta com um visual difícil de encontrar por ai. Uma subida rápida, de menos de 2km, com mais 4km de reta, você chega na grande visão de 360m de altura.



Dia 5 - Cachoeira do Buracão


Você tem a oportunidade de descer de rapel os 90m de altura ou entrar pelos Cânions que cercam a entrada. Parece uma grande cena de filme.




Dia 6 - Cachoeira da Fumacinha


Um dia para uma boa caminhada. 18km de nível intermediário, a Cachoeira da Fumacinha envolve qualquer um que prontifica a conhecê-la.




Dia 7 - Poço azul e Poço encantado


Para finalizar esses dias lindos, para fechar com chave de ouro não poderia faltar um dos poços mais encantadores da Chapada. Lhes apresento o Poço Azul.




Não se consegue saber qual mais lindo, mas ambos surpreendentes. A diferença é que o Poço Encantado é somente para contemplação, o Poço Azul é possível você fazer flutuação com Snorkel, para admirar cada pontinho de luz e de formações rochosas de dentro. O Poço encantado também não perde na beleza:





O que levar para essa Trip?


A primeira coisa que não pode faltar é disposição. Chapada Diamantina é rica em todos os seus aspectos, sejam em histórias ou belezas naturais, e para usufruir de tudo é muito importante disposição para as caminhadas, que por sinal acabam se tornando poucas diante da exuberância de todo local.


Além disso, alguns itens não devem faltar na mala (ou no mochilão, rs):

- Calçado fechado: tênis ou bota de trilha, de preferência resistente, para as caminhadas em pedra e etc;

- Roupas de exercícios (calça ou bermuda, tops e camisas) confortáveis;

- Protetor solar;

- Repelente;

- Roupas de banho (biquini, bodys e sungas);

- Chapéu ou boné;

- Toalha

- Mochila pequena, para levar snacks, água e roupas a mais nas trilhas;

- Garrafinha de água (prepare-se para tomar bastante);

- Roupas leves para usar a noite. Rua de Lençóis é uma delicia para passear.


E aí? O que acharam?


Aproveite e já se programe para sua Trip Chapada Diamantina.

Será inesquecível!


Por Dayane Damm

Mochileira e criadora de conteúdo

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo